Articles for Outubro 2009

Classe social

O termo é utilizado, num sentido geral, para designar todo o conjunto de indivíduos que manifestam características e comportamentos idênticos ou comparáveis. Em sentido restrito, a classe opõe-se às castas, estados ou ordens, marcados pela transmissão hereditária e uma fraca ou nula mobilidade social.

Blog em http://blogmilfolhas.blogspot.com

Tradição é tradição!

Para a leccionação de vários Módulos ou Unidades de Sociologia, Área de Integração e Área de Estudo da Comunidade, Cidadania e Profissionalidade e Filosofia recomendamos este filme:

“East is East” (Tradição é tradição) é um filme sobre a assimilação/integração cultural de uma comunidade migrante em Inglaterra, à qual estão subjacentes conflitos familiares por via da “segunda geração”. Torna-se fácil, a partir do filme, explorar os conceitos de diversidade cultural, etnicidade, cultura, socialização, minorias étnicas, migrações, etc.

Blog em http://blogmilfolhas.blogspot.com

Grupos minoritários

Com frequência, os membros de grupos minoritários têm tendência a verem-se como diferentes da maioria. Normalmente, os grupos minoritários estão física e socialmente isolados do resto da comunidade. Tendem a concentrar-se em certos subúrbios, cidades ou região de um país. Há poucos casamentos entre membros de grupos maioritários e minoritários entre grupos minoritários. As pessoas pertencentes a estes grupos promovem activamente endogamia (casamento dentro do mesmo grupo) de forma a salvaguardar a sua própria identidade cultural.
Muitas minorias são étnica e fisicamente diferentes do resto da população. É o caso dos negros e asiáticos que vivem na Grã-Bretanha, por exemplo, ou dos afro-amerícanos, chineses e outros grupos nos Estados Unidos da América. Diferenças físicas como a cor pele são geralmente designadas como raciais. As distinções raciais raramente são neutras, pelo contrário, estão normalmente associadas a desigualdades de riqueza e poder, bem como a antagonismos entre os grupos. Das tensões entre grupos étnicos, aquelas que se baseiam na raça são particularmente prevalecentes.A noção de grupos minoritários (ou minorias étnicas) é largamente usada em Sociologia e envolve mais do que uma simples distinção numérica. Existem muitas minorias num sentido estatístico, tais como pessoas que tenham cabelo ruivo ou que tenham determi­nado peso, mas em termos sociológicos estas não constituem uma minoria. Para esta disci­plina, os membros de um grupo minoritário estão em desvantagem em relação à maioria da população e têm um certo sentido de solidariedade de grupo, de pertencerem ao mesmo grupo. A experiência de serem objecto de preconceitos e discriminações amplifica normalmente sentimentos de lealdade e interesses comuns.
Giddens

Blog em http://blogmilfolhas.blogspot.com

Etnicidade

Por ETNICIDADE entendemos as práticas culturais e os modo de entender o mundo que distinguem uma dada comunidade das restantes. Os membros dos grupos étnicos vêem-se a si próprios como culturalmente distintos de outros agrupamentos de uma sociedade e são vistos pelos outros como tal. Diferentes características podem servir para distinguir os grupos étnicos uns dos outros, mas as mais comuns são a língua, a história ou a ancestralidade (real ou imagi­nária), a religião e os modos de vestir ou outros adornos. As diferenças étnicas são inte­gralmente aprendidas, algo que parece evidente até nos lembrarmos da frequência com que alguns desses grupos têm sido vistos como «nascidos para governar» ou, alternativamente, como “não inteligentes”, “preguiçosos inatos”, e por aí adiante.

Giddens
Blog em http://blogmilfolhas.blogspot.com

Família

Grupo de pessoas unidas directamente por laços de parentesco, no qual os adultos assumem a responsabilidade de cuidar das crianças. Os laços de Parentesco são relações entre indivíduos estabelecidas através do casamento ou por meio de linhas de descendência que ligam familiares consanguíneos (mães, pais, filhos e filhas, avós, etc.). O Casamento pode ser definido como uma união sexual entre dois indivíduos adultos, reconhecida e aprovada socialmente. Quando duas pessoas se casam, tornam-se parentes; contudo, o casamento une também um número mais vasto de pessoas que se tornam parentes. Pais, irmãos e outros familia­res de sangue tornam-se parentes do outro cônjuge através do casamento.
Anthony Giddens
Blog em http://blogmilfolhas.blogspot.com

Portaria n.º 1317/2009

Ministérios das Finanças e da Administração Pública e da Educação
Estabelece um regime transitório de avaliação de desempenho dos membros das direcções executivas, dos directores dos estabelecimentos públicos de educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário e, bem assim, dos directores dos centros de formação de associações de escolas
Blog em http://blogmilfolhas.blogspot.com