Adesão aos plenários não tira salário a professores

Se o Ministério da Educação surpreendeu ao agendar para esta terça-feira, com apenas três úteis de antecedência, a Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades (PACC) para os professores contratados, os sindicatos conseguiram dar uma resposta igualmente inesperada, consideram os diretores, que temem que a forte adesão às reuniões possa inviabilizar a realização da prova em algumas salas.

“Estamos no meio de uma guerra política. O Ministério insiste na prova, os sindicatos usam tudo para a impedir”, reage o vice-presidente da Associação Nacional de Diretores (Andaep). “Por isso, também tivemos de responder com medidas excecionais”, frisa Filinto Lima, referindo-se à convocatória de docentes em número excessivo para a vigilância da prova.

 

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Sociedade/Educacao/Interior.aspx?content_id=4037890

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.