Professores geridos pelas autarquias?

Só nos faltava mais esta!

A atitude do governo em relação a esta matéria lembra-me aquela do “segurem-me, que eu mato o gajo!”: “nós até nem queremos, mas se vocês insistirem muito podemos dar um jeitinho…”

Vem aí a corrida ao cartão de militante. Sócrates faz em Portugal o mesmo que Blair fez em Inglaterra. Podemos começar já a enfiar indianos, paquistaneses e chineses em contentores e enviá-los para Portugal, quando já ninguém mais quiser ser professor?

3 Comments

  1. A liberdade de expressão tem destas coisas: há broncos com muito tempo de antena e sabe-se que a bronquidão abunda…
    Só falta esse senhor dizer que as autarquias querem ficar com a colocação de professores porque já têm a recolha de lixo (resíduos)! Tratar-se-ia de um projecto integrado… e sustentável (lllaaaccchhh!!!).

  2. Bom, pelo sim, pelo não, acho que colocarei uns implantes mamários para o caso de precisar de seduzir uns quantos autarcas. Afinal, será para esse currículo que dirigirão as suas atenções…

  3. ainda não sei se isso é bom ou mau! as colocações! pode ser que finalmente o mérito conte alguma coisa entre os outros critérios menos éticos. mas os outros pesam mais, aqui em portugal. além disso o grosso das vagas está já ocupada, as que sobram são poucas para os amigos. se fossem todos os professores colocados assim… sobrava sempre espaço para quem tem qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.